Monitor Audio Silver S10

 

Com algum cepticismo comecei a ouvir as novas Monitor Audio Silver S10 pensando em antemão como tocam habitualmente as colunas de 3 vias com tantos e tão grandes altifalantes – 2 unidades de grave de 8 polegadas, uma unidade de médios e um tweeter, a um preço médio (PVP: 1899€).

demomas10

Os fabricantes de colunas estão permanentemente a gerir um difícil equilíbrio entre o preço, a resposta de grave, o impacto, a transparencia e a coerencia. A coerencia é a integração das unidades. Boas colunas não deverão chamar atenção a si próprias, muito menos a um altifalante em particular. Deverão deixar apenas a música e sem se sobrepor a ela. E eu detesto ser distraído por um altifalante.

Ora quantos mais altifalantes uma coluna tiver, mais difícil será integrá-los. Se tamanho entre eles for muito diferente… pior. É possível faze-lo, mas normalmente em troca de um valor monetário elevado. Em termos de impacto, quanto maior a quantidade de ar deslocada, maior o impacto mas mais é cada vez mais difícil de controlar o movimento do altifalante em excursões muito longas e começamos a comprometer a rigidez do altifalante, dando origem a maior distorção.

Apesar de tudo, as Monitor Audio Silver S10 encaixaram na perfeição na Sala 2 da VilaSound, Som & Imagem. Sempre foi uma sala adversa a colunas pequenas e claramente beneficia de colunas grandes. As S10 preenchem o espaço com um som robusto e encorpado. Um grave profundo e articulado. Dispensam de um subwoofer como o REL R-528SE? Quase! Um bom subwoofer irá sempre “buscar” informação que as colunas não conseguem mas estas colunas produzem um impacto visceral diferente de o impacto de sub-grave de um subwoofer. Juntar as S10 com REL R-528 é de ficar com os cabelos em pé! (no bom sentido).

Não pareceram para já muito difíceis de amplificar. Foram ligadas ao conjunto pré+power Advance Acoustics (X-Preamp + X-A160) que na minha opinião funciona particularmente bem. Mas também o Creek Evolution 50A fe-las cantar e até o pequeno Unison Research Simply Italy deu espetáculo com elas.

O mais interessante das S10 é que, contrariamente a muitas colunas deste género, o grave não parece desconjuntado com o resto das frequencias. Está na verdade excepcionalmente bem integrado com as restantes frequencias.

Com as S10, o baixo do Tommy Shannon dos Double Trouble é pausado, articulado e mantem-nos em suspense de todas as vezes que o Stevie Ray Vaughan entra com a guitarra. Consegue-se uma imersão de tal forma que s 9 minutos da música parecem levar apenas 3! Passando para Metallica – Black Album, um albúm extremanente exigente para qualquer coluna, e aí elas estão mesmo a fazer show off!! Passando para música clássica como por exemplo Rameau/Minkowski – Overture, elas conseguem resolver e diferenciar as complexas passagens dinamicas bem como um ótimo distanciamento entre os vários instrumentos e instrumentistas.

As S10 foram uma agradável surpresa. Para salas grandes são uma audição obrigatória pois já é possível ter um sistema Hi-Fi numa sala muito grande, com bom grave, sem gastar uma fortuna.

 

Especificações

3 vias, bass-reflex duplo. Resposta 30Hz – 35kHz
Sensibilidade 90dB, impedância 4 Ohms. Potência recomendada 80-200W.
Dimensões: 1071 x 290 x 360 mm. Peso: 26 kg/un
PVP: 1899€

LINK Monitor Audio

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.