Comparativo: STAX SR-007MK2, Audeze LCD-3 e Focal Elear

Audiovalve Solaris – Um dos melhores amplificadores de auscultadores do mundo.

Graças à Audiovalve, temos um amplificador que permite amplificar qualquer auscultador, STAX inclusivé. O Audiovalve Solaris permite ligar 2 auscultadores via jack 6mm, 1 via 4 pin balanceado e 1 STAX. Permite ainda ligar um par de colunas e fornecer até 12W por canal, graças a 4 válvulas 6GV18 por canal. O Solaris permite ainda usar os auscultadores em modo baixa impedancia (menos de 100ohm),  alta impedancia em modo OTL (Output Transformer Less) que, como o nome indica não utiliza transformadores à saída, e ainda o modo STAX com bias a 580VDC. O amplificador tem 5 entradas RCA line-level, 1 entrada Phono MM e 2 entradas XLR.

O Solaris permite assim amplificar auscultadores com impedancias de 3ohm até 145 000ohm (!), tornando-se assim não só uma referencia em termos de qualidade de reprodução como também de versatilidade e, neste caso, na ferramenta perfeita para comparar diferentes auscultadores.

Trata-se de uma construção dual mono com transpormadores Pikatron para os andares de saída e um toroidal para alimentação da etapa de pré amplificação. A Audiovalve, pelo Sr Helmut Becker, alega que o Solaris é linear do 15Hz até aos 100 000Hz! O bias das válvulas é ajustado de forma completamente automática.

 

Esta será das reviews mas difíceis de escrever até hoje. Quem já teve a oportunidade de testar auscultadores high-end poderá constatar que não existem auscultadores perfeitos. Quando oiço sistemas hi-fi com colunas, em geral, considero que o equilibrio tonal está quase sempre satisfatório ou muito bom e interessam-me avaliar características que considero mais difíceis ou que mais frequentemente falham: transparencia, dinamica, sensação 3D, precisão temporal, ritmo e impacto. Nos auscultadores acabo por avaliar muitas vezes “à moda antiga”: graves, médios e agudos. É muito frequente observar auscultadores com desiquilíbrios tonais pronunciados, mesmo em faixas de preços que não deixavam adivinhar tal defeito.

Os tres auscultadores em análise utilizam metodos de transdução muito diferentes. Os Focal Elear são auscultadores eletrodinamicos: utilizam um altifalante com movimento pistonico, semelhante a uma coluna de som monovia. Os Audeze LCD-3 são auscultadores planar magnéticos: filas de magnetos criam um campo magnético que faz vibrar uma fina membrana de mylar. Os STAX SR-007MK2 são eletroestáticos, utilizando a eletricidade estática criada numa rede metálica para excitar um fino diafragma. Poderão examinar melhor as diferenças visitando estes sites: 1, 2 e 3.

Os Focal Elear são substancialmente mais baratos (PVP: 990€) do que os Audeze LCD-3 (PVP: 2259€) e do que os STAX SR-007 MK2 (PVP: 2600€) mas foram incluídos neste comparativo por achar que são bons representantes da vanguarda dos auscultadores eletrodinamicos e a um preço acessível. Em vez de caracterizar cada auscultador talvez seja mais fácil descrever como tocam diferentes músicas.

Stevie Ray Vaughan – Tin Pan Alley (Album: Couldn’t Stan the Weather)

Esta é uma faixa muito completa, com um grave profundo, agudos impactantes (com o puxar da corda violentamente) e nota artística elevada. Com os Stax SR-007, o Stevie toca magistralmente. Quase que o sentimos a respirar, a música parece até parar em pequenos momentos. O palco sonoro forma-se em torno da cabeça, como se fosse uma núvem, em vez de vir apenas dos auscultadores. O grave do baixo é muito musical e apesar de ter uma extensão limitada, é rico e não é monotónico.

Com os Audeze LCD-3, temos imediatamente um incremento grande na extensão do grave. Temos também mais impacto nas cordas. Em comparação com os STAX, o palco está mais confinado aos auscultadores e temos um som mais “preso”. O detalhe e a rapidez são formidáveis embora não exatamente ao nível dos STAX. É fácil caracterizar os Audeze como mais dinamicos do que os STAX mas eu tenho algumas dúvidas. Se fizermos uma analogia com a imagem, a dinamica seria análoga ao contraste e o impacto análogo ao brilho/luz. Se tivermos mais luz na imagem não temos necessáriamente mais contraste. Os STAX parecem ter mais silencio, mas não têm tanto impacto. Ambos auscultadores permitem ouvir a níveis de SPL absurdos tal o nível baixo de distorção.

Os Focal Elear são por comparação mais limitados na largura de banda. A extensão no grave fica perto dos Audeze, e superior aos STAX, mas abaixo de ambos em extenção de frequencias altas. O som não é tão harmonioso e tem tendencia a endurecer a volumes mais altos.

 

Dee Dee Bridgewater – Slow Boat to China (Album: Live at Yoshi’s)

Esta faixa não é particularmente musical para mim mas graças à dinamica avassaladora permite testar várias características de auscultadores (e colunas).
Aqui a diferença de impacto entre os Stax e os restantes é bem notória. Sendo os Stax bastante limitados nesse aspeto (mas ajudam bastante a ouvir a faixa pois a pandeireta a bater nos ouvidos não é especialmente agradável). Com os Audeze em especial, a pandeireta parece estar a bater dentro dos ouvidos de forma assustadora, especialmente considerando que podemos aumentar o volume sem sentir o endurecimento (mas podemos ficar surdos).

 

Leonard Cohen – Famous Blue Raincoat (Album: The Essential)

Nesta faixa os STAX SR-007 sobressaem relativamente aos restantes. A sua capacidade de transmitir a melancolia do Leonard, a separação dos instrumentos e vozes é incrível. A certo ponto, quando entra o coro, temos a sensação que temos de facto uma senhora a sussurar em cada ouvido. Tanto com os Focal como com os Audeze, a apresentação é mais densa e mais localizada, fazendo perder um pouco a magia que se ouve com os STAX.

 

 

Arctic Monkeys – Are You Mine (Album:  AM)

Com hard rock / heavy metal, penso que será muito subjetivo. A mim agradou-me a forma como os STAX permitem separar o melhor possível a “confusão” da massa sonora e permitir uma audição vibrante e musical, sem causar cansaço. Quem preferir uma experiencia mais impactante irá preferir os Audeze ou os Focal.

 

 

 

Liam Payne – Strip That Down

Esta faixa tem um grave profundo, que precisa de um subwoofer num sistema com colunas, para se conhecer verdadeiramente. Os Audeze aqui são os grandes vencedores e os STAX incapazes de “chegar lá abaixo”, ficando os Focal mais perto dos Audeze do que dos STAX.

Na verdade, o verdadeiro vencedor da extensão do grave nesta música foram os Meze 99 Classics que, por apenas 309€, podem muito bem ser a opção ideal para quem ouve mais este tipo de música.

 

Conclusões

STAX SR-007MK2

Os SR-007MK2 são muito leves e extremamente confortáveis. São diferentes de tudo o que já experimentei. A experencia de ouvir música com eles é muitas vezes caracterizada de éterea (em reviews profissionais e de utilizadores). Tenho de concordar. A sua construção leve e “solta” combina bem com a sua apresentação sónica e por vezes faz-nos esquecer que estamos a ouvir música com auscultadores. A música ‘aparece’ de uma esfera imaginária à volta da cabeça. São extremamente rápidos, permitindo ouvir detalhes que nunca tínhamos ouvido e especialmente o silencio entre notas. Dão um insight formidável às capacidades artísticas e interpretativas dos músicos. Tonalmente são extremamente equilibrados dos 60-80Hz para cima (estimativa!), sendo mais limitados do que a maioria dos auscultadores na extensão do grave. São auscultadores que permitem ouvir horas a fio pois apresentam baixíssima distorção e não parecem cansar minimamente.

Audeze LCD-3

Os Audeze são bem mais pesados do que a maioria dos auscultadores que já testei. A sua colocação na cabeça sente-se. Se se tornam desconfortáveis ao fim de algum tempo é algo que ainda falta testar. No entanto, as suas almofadas de pele assentam muito bem à volta da orelha e oferecem conforto e ‘aconchego’. Não tendo a ‘magia’ dos eletroestáticos, conseguem ser auscultadores mais perfeitos. Têm uma largura de banda enorme, com um grave bem profundo e agudos bem altos. Tonalmente diria que têm um pouco de ênfase na gama média-baixa tornando os um pouco mais ‘escuros’. O som é por isso detalhado e rápido como poucos auscultadores dinamicos conseguem fazer (nenhum que eu tenha experimentado) mas impactante, encorpado e com um registo de frequencias baixas ao nível dos melhores. Se os STAX apresentam um som etéreo, os Audeze apresentam um som bem mais denso.

Focal Elear

Até aqui talvez tenham ficado com uma sensação negativa em relação aos Focal Elear. Comparando com os STAX e Audeze eles ficam abaixo em todos os parametros que possamos analisar. Felizmente ficam também abaixo, e muito, no preço. Por 990€ (PVP) são auscultadores ainda no domínio do ‘acessível’. Para além disso, com um impedancia de 80ohm não exigem tanto do amplificador como os Audeze (110ohm) e muito menos do que os STAX, que precisam de amplificadores dedicados. Estão entre os melhores auscultadores dinamicos que já ouvi. A sua construção é formidável e assentam na cabeça de forma anatomicamente perfeita. Não oferecem a sensação solta dos STAX (há quem goste e quem não goste), e assentam de forma mais aconchegada. São por isso muito confortáveis. Tonalmente são muito equilibrados embora mais limitados nos extremos, do que os Audeze. Não são auscultadores para bass heads e a sua resposta em frequencias altas também não é tão extensa como os eletroestáticos ou planar magnéticos mas no geral, e especialmente para o preço, são muito muito bons e difíceis de criticar. Que sequer possam ser comparados com os Audeze e STAX já é muito indicativo.

Quais escolher?

Dos quatro auscultadores aqui referidos (incluindo os Meze), se fosse obrigado a escolher apenas um, escolheria os Audeze LCD-2. Se pudesse ter dois possivelmente optaria pelos STAX para audições focadas mas teria (e tenho) uns Meze 99 Classics para ter junto do PC com um Audioquest Dragonfly para uma utilização descontraída como ver videos Youtube, música pop, gaming, etc. Se tivesse um orçamento mais limitado escolheria os Focal Elear.

 

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.