«

»

Abr 20 2017

Review: Audiovector QR3

Em demonstração temos as novas Audiovector QR3, que tanto têm dado que falar na imprensa audiófila internacional.

Fora da caixa, as QR3 são bem vistosas. Um acabamento em lacado alto-brilho (aka preto piano ou high gloss) de boa qualidade, altifalantes proprietários Audiovector com alumínio maquinado a fixar à caixa e o tweeter dourado são bastante impressionantes logo à primeira vista.

Em relação ao tweeter de fita, não é nada comum vê-lo em colunas destes patamares de preços (QR3 – 1800€ PVP e QR1 1000€ PVP) e por uma boa razão: um tweeter de fita barato ou mal implementado tem tendencia para ser simbilante e agressivo. Aqui, a Audiovector promete domesticá-lo graças à sua tecnologia S-Stop Filter.

A tocar com o GamuT Di150LE, as QR3 mostraram-se extremamente detalhadas e musicais mas havia qualquer coisa que não nos deixava desfrutar a música. Elas pareciam nervosas/edgy. Trocando para o Naim XS2, mostraram-se bem diferentes, ficaram mais encorpadas, especialmente impressionantes a baixo volume. No entanto, quando aumentávamos o volume elas pareciam não gostar nada, gradualmente baralhando o palco sonoro e mostrando desconforto (distorção?) à medida que se subia o volume.

Até que, recorri ao fiel Synthesis Roma 753AC e não quis trocar mais. Foi como se as núvens abrissem e do ceu se ouvisse um ‘aaaahhh’ celestial. O detalhe do GamuT, o corpo do Naim, mas com mais fluidez e suavidade e muito, muito rock n’ roll. Ou seja, agora podia ouvir a baixo volume mas também a alto, ou altíssimo volume, sem que elas se queixassem. Ligando por cabo coaxial digital um simples Bluesound Node 2 a um iFi Micro iDSD, podemos ouvir qualquer música no Tidal que o sistema responde com uma fluidez, dinamica, corpo e alma, mantendo-nos fixados na música mas sem cansaço e sem as tais assustadoras simbilancias dos tweeters de fita. O grave é muito extenso, articulado e musical, especialmente considerando o seu tamanho, apenas não têm tanto “punch” como por exemplo umas Monitor Audio Silver S8.

As QR3 estão altamente recomendadas mas têm de ser bem casadas. Independentemente da qualidade do amplificador – tanto o GamuT Di150 como o Naim XS2 são excelentes amplificadores – há soluções que podem ser mais ou menos compatíveis e há seguramente soluções que permitem que o todo seja superior à soma das partes.

O sistema Synthesis Roma 753AC + Audiovector QR3 pode não ser considerado um sistema high-end mas quando toca faz-nos esquecer os sistemas high-end e já ouvi muitos que não dão o mesmo prazer. Diria que estes dois componentes juntos deviam custar o dobro ou o triplo para aquilo que tocam.

 

Especificações:

Crossover: 2.5 vias (400 Hz / 3 kHz)
Pórtico: down-firing slot
Sensibilidade: 90dB (1W/1m)
Impedancia nominal: 4-8ohm
Frequencia de resposta (-6dB): 30Hz-45KHz
Dimensões: 94 x 19 x 23
Peso: 15kg/un

PVP: 1800€

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>